Qual a melhor idade para aprender um novo idioma?


A popularização dos cursos de idiomas pode ser considerada um fenômeno recente e por isso algumas questões relacionadas ao aprendizado de uma nova língua ainda geram uma série de dúvidas em pais e pessoas que querem investir em estudos nesta área.
Uma das questões iniciais e que ainda gera algum debate entre especialistas em educação é a idade perfeita para se iniciar o estudo de outro idioma. A questão é bastante discutida, pois cada vez mais, os pais buscam atividades complementares para os seus filhos desde cedo.

A ciência já comprovou que a melhor fase cognitiva e de assimilação como um todo é até os 4 anos, o que torna o período ideal para que as crianças se familiarizem com palavras e sons diferentes. Porém, por mais que o período seja extremamente fértil, é importante lembrar que são crianças bem pequenas e que não devem ser submetidas a aulas clássicas e puxadas.

Segundo especialistas, o ideal é que elas tenham acesso ao ensino de forma divertida, utilizando metodologias que pareçam uma brincadeira. Além de garantir um melhor aprendizado, o método também fará com que elas se sintam mais à vontade com o novo idioma.
Também de acordo com especialistas, depois desta fase e até os 10 anos, a prioridade é a alfabetização na língua nativa, mas isso não impede o aprendizado de outro idioma, ele só deve ser feito um pouco depois. Muitos defendem que após a alfabetização clássica, o ideal é esperar um ano para começar a ensinar o inglês ou alguma outra língua, por exemplo.

Como ainda estamos falando de crianças o ideal é que o aprendizado de um novo idioma leve em consideração o seu gosto pessoal, por isso, vale a pena o professor investir em letras de músicas, séries, entre outras ferramentas que podem contribuir no estudo de uma segunda língua.

A fase depois dos 11 anos também é considerada bastante promissora para o aprendizado de um novo idioma, isso porque o aprendizado da língua nativa já está muito enraizado, deixando assim a mente muito livre para compreender uma nova língua.

Os estudos são claros e mostram que nesta fase, os adolescentes têm uma grande facilidade em aprender mais palavras em um período de tempo menor. Neste ponto, é importante prestar bastante atenção ao sotaque, que já pode estar muito forte devido aos anos dedicados unicamente à língua nativa.

Mesmo assim, a questão pode ser contornada com intercâmbio ou estudos voltados para a forma que se fala o novo idioma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *