O incrível poder de um bom método de estudos!!


Estabelecer um método eficiente de estudos

O comum grifar, sublinhar ou assinalar aquilo que é importante. Fazer resumos, pequenas listas. Parece ser esse o único método de estudo existente, não é mesmo? Porém, os resultados não têm se mostrado satisfatórios em comparação com o esforço despejado para o estudo daquele determinado assunto. Talvez sim, você esteja estudando errado, afinal, nem sempre um mesmo método funciona para todos.

O comum de grifar o que é importante e logo após resumir como forma de fixação mais fácil é o método mais utilizado, até mesmo por aqueles que sequer acreditam nesse modelo de estudos, já que os resultados não se mostram realmente satisfatórios. Apesar de, muitas vezes, estudar algo que não é de nosso agrado ser chato, desvendar o desconhecido é sempre instigante e causa uma tremenda vontade de saber mais. Porém isso depende muito do modo que você está utilizando para estudar, porque um método de estudos chato só recompensa o decorar, e não o aprender.

Neste artigo, separaremos 5 diferentes métodos de estudos para fugir do comum grifar e, consequentemente, resumir. Apresentaremos alguma forma que pode se encaixar e ajudar a conquistar resultados melhores nas suas avaliações teóricas:

Associação de imagens com textos

Aqui vai para os portadores da chamada memória fotográfica. Você tem extrema dificuldade de recordar textos, entretanto uma facilidade incrível de decorar a imagem com detalhes? Pensar na imagem, ver os pequenos artifícios que a compõem como se ela estivesse ali sempre, em mãos. Se você tem esse dom, experimente associar imagens a textos, é um método muito eficaz para muitos.

Releitura

Bom, esse é para quem tem uma facilidade maior em gravar o conteúdo do texto. A releitura é um processo um pouco mais exigente, porém, muitas vezes, de frutos não muito agradáveis no futuro. Se o texto for pequeno (digamos, de 3 a 5 páginas) é possível lê-lo por umas 3 vezes para fixar o conteúdo.

Estudo intercalado de diferentes assuntos

Esse método consiste em sempre estar variando na hora de estar com os livros em mãos. Complemente um assunto com outro, como por exemplo, no estudo de línguas. Se estiver estudando espanhol, intercale com o português ou o italiano para notar similaridades.

Explicar o conteúdo para si

O método dos loucos (risos). É uma forma ótima de estudos. Explicar o que se está passando ali em voz alta para si mesmo auxilia na fixação do assunto, ajuda-o a entender melhor e organiza ainda mais as ideias.

Testes e perguntas

Elabore um questionário simples (O que é?; Como é?; Do que é?; etc.) e, em seguida, complemente com outras perguntas mais técnicas e aprofundadas sobre o assunto. Após isso, responda-as como uma forma de se autotestar a partir de seus questionamentos rasos e/ou aprofundados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *